segunda-feira, 1 de agosto de 2011

um e o outro.


quem olhou para eles
viu que pertenciam um ao outro
tudo já estava no lugar, arrumado para o eterno encontro
tudo o que falaram era correto um para o outro
ecoaram amor à todos que viviam aquele momento
não pouparam palavras de amor, abraços sinceros nem beijos carinhosos
se deram amor um ao outro e assim todos receberam
foram pra casa como se libertassem da solidão e das dúvidas
e lá viveram
como se não houvesse outra maneira para viver
me contaram essa história repetidas vezes
mas não através das palavras
era só vê-los juntos que já tinha entendido toda a história.

5 comentários:

Júlia Leroux disse...

ai que coisa linda.
será que um dia eu e rafa seremos dignos de uma poesia sua? hehehe

beijo grande mari!

Fernanda disse...

Almas gêmeas. Acho que encontrei alguém com que me faz sentir assim! Lindo texto!

Mima disse...

"O amor não é uniao de lugares e sim de vontades." (Pe Antonio Vieira)

lu agreste disse...

mari, amiga amada. comentáriozinho direto de punta cana, hein? seu texto fez sair lágrimas do meu rosto! que bom que foi assim, valeu a pena todo o esforço. o seu vai ser mais lindo ainda!

Raquel Altafini disse...

Oi, sou tia da Lu.... Que lindas palavras. Deus lhe inspire a escrever mais e mais e encantar aqueles que lhe podem "ouvir" lendo essas maravilhosas palavras que juntas se transformam numa linda sinfonia para mim. Parabéns pelo seu talento!