quinta-feira, 20 de maio de 2010

Reencontro.

x



O beijo dele tinha gosto de passado
e cheiro de saudade.
Nos encontramos em nossos labirintos
e fizemos dos caminhos um só.
O que nos une são as lembranças
o que nos conta são aquelas músicas.
Ele me relembra do passado próximo
e eu coloco minha mão em sua nuca.
Eu não falo sobre o futuro
e ele sussurra em meu ouvido.
E nós fomos assim, somos assim 
daquele amor de um dia eterno.

Um comentário:

Joana disse...

ai... tão perpétuo, entende perpétua?