segunda-feira, 31 de maio de 2010

casaco de tricô.



me achei em seus dias azuis de outono
seus pontilhados me trouxeram ao eixo
e comecei a tecer nossa vida juntos
como aquela senhora no parque fazendo tricô
lembro que as linhas se embaraçavam em suas pernas.
quero minhas pernas entre suas linhas
onde eu não ache por onde começa 
nem por onde termina
aí vou morar em suas cores mais brancas
pra poder descansar os meus vermelhos
e na textura da ponta de seus dedos
ter toda as sensações do mundo
e no mundo ter o privilégio
de me vestir em seus braços.

7 comentários:

simplesacaso disse...

Esse é daqueles que terminamos de ler e, com os olhos suaves e fixos no texto, respiramos fundo...
Deixou um gostinho bom de antigas tardes de terça-feira chuvosas que hoje só existem nas minhas lembranças.

Obrigado.

Lua disse...

que delícia!

Denis Campos disse...

até esquentou um pouquinho desse frio, sabe (:

Gaby Soncini disse...

Esse é daqueles que terminamos de ler e, com os olhos suaves e fixos no texto, respiramos fundo...(2)

Obrigada pela visita ao meu blog.
Gostei muito do seu cantinho, lindo e encantador.

Grande Beijo!

Alice disse...

te ler é assim, também um privilégio.
nada como vestir uma abraço para aquecer o corpo todo, o coração.

um beijo

bjomeliga disse...

Lindo! Taí uma coisa que eu também queria.

Alice disse...

tem selo pra você no meu blog linda.